Ir para o conteúdo

por-que-fazer-um-plano-de-gerenciamento-de-residuos-solidos

 

Elaborar um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, também conhecido como PGRS, é muito importante para diminuir os impactos ambientais de descartes incorretos de resíduos.

Esse planejamento é muito utilizado por empresas especializadas em remoção residual e também por grandes empresas com consciência ambiental, que optam por adotar um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos para minimizar os impactos causados na natureza, pois o PGRS determina a maneira correta de fazer esse descarte, seguindo as legislações ambientais vigentes.

O que é um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos?

O PGRS é um documento elaborado por profissionais técnicos especializados, que determina as medidas corretas para a separação, recolhimento, armazenamento, transporte e descarte dos resíduos, visando a diminuição dos impactos no meio ambiente.

Esse documento dever ser feito de maneira objetiva, mas com bastantes detalhes sobre os resíduos que costumam ser gerados, o fluxograma da empresa, um descritivo dos procedimentos que serão realizados, e os processos gerais até o correto descarte dos resíduos.

Algumas empresas têm a obrigatoriedade de possuir esse documento, que deve seguir as determinações técnicas da Política Nacional de Resíduos Sólidos, e se não o fizerem serão penalizadas conforme a lei.

Algumas das empresas que têm obrigatoriedade de possuir um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos são as indústrias, serviços públicos em geral, incluindo a prefeitura, empresas na área da saúde, construção civil, entre outras.

A importância do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos

Além de ser um documento exigido por lei para o funcionamento de empresas em várias áreas, a importância desse planejamento é sempre voltada à preservação da natureza e diminuição dos impactos que causamos no meio ambiente. O PGRS deve estar sempre em concordância com as leis ambientais, e sempre atualizado.

Para as empresas que aderem às políticas ambientais, mesmo que de forma voluntária, também existem outras vantagens, como o incentivo do governo por meio do acesso a financiamentos, a possibilidade de identificação de falhas no processo e a chance de revisá-lo e mudá-lo antes que as consequências sejam mais sérias, e até mesmo a imagem positiva que essa empresa terá na sociedade.

Como elaborar um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos?

Para elaborar esse documento, por obrigatoriedade ou mesmo de forma voluntária, é necessário contar com uma empresa especializada, com profissionais capacitados. Essa empresa fará toda a análise do ambiente e dos tipos de resíduos que são gerados, desenvolvendo um plano para ações adequadas para coleta, manuseio, armazenamento, transporte e destinação final dos resíduos.

Esses profissionais irão até mesmo identificar se pode ocorrer alguma situação anormal em relação aos resíduos gerados e o impacto inesperado no meio ambiente, montando um plano de ação para prever e diminuir as chances de risco.

O Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos é muito importante, não apenas pela obrigação que algumas empresas possuem em elaborar esse planejamento, mas também porque as leis ambientais estipulam a maneira correta de preservar o meio ambiente. Por isso, deve ser feito com base em análises técnicas que só um profissional capacitado na área pode verificar.

 

Saiba mais em nosso site!

 

 

Deixe seu Comentário





Role para cima