Ir para o conteúdo

Desinfecção-de-ambientes

 

Em um mundo ainda marcado pela recente pandemia, dedicar um maior cuidado à higienização de ambientes tem se tornado um pré-requisito para o bom funcionamento de qualquer lugar, principalmente, os ambientes empresariais que possuem um grande e constante fluxo de pessoas.

Como forma de manter a segurança, a melhor forma é se precaver, sendo o mais indicado a realização de higienização e desinfecção de ambientes por uma empresa especializada nesse tipo de serviço, pois esta saberá quais processos devem ser executados e a melhor maneira de fazê-los.

Caso tenha interesse em criar um ambiente seguro para as pessoas que o frequentam, logo abaixo você pode conferir algumas dicas que te ajudarão a compreender melhor como o serviço funciona e quais são os materiais utilizados no processo. Confira!

Como funciona o processo de desinfecção de ambientes?

Antes de iniciarmos, é necessário deixar claro que o processo de desinfecção, diferentemente do processo de limpeza comum, precisa ser feito com o auxílio de produtos específicos que tenham o poder de matar germes, vírus e bactérias dos ambientes.

Ressaltamos, aqui, mais uma vez, a relevância de contratar uma empresa especializada nesse tipo de serviço, afinal, os profissionais contratados possuem treinamentos específicos e podem garantir um ambiente 100% seguro.

O primeiro passo deve ser o diagnóstico, em que há a análise da área e pontos a serem desinfectados. Após esse processo, são definidas as melhores técnicas e produtos para a desinfecção daquela superfície específica, seguindo todos os protocolos de segurança pré-determinados.

Quais são os materiais utilizados?

Os equipamentos mais utilizados nesse tipo de serviço são o pulverizador de compressão prévia e o nebulizador/atomizador a frio. Essas ferramentas são altamente indicadas para a desinfecção com foco no coronavírus e dengue, além dos tradicionais focos de ácaros, fungos e bactérias.

Já os produtos químicos de maior uso no mercado são:

  • quaternários de amônia: considerado um potente produto de limpeza, pois este é capaz de quebrar a membrana plasmática das bactérias. Bastante indicado para superfícies que precisam ser limpas com frequência, como em ambientes hospitalares, por exemplo.
  • hipoclorito de sódio 0,21%: um elemento de múltipla ação, ideal para a limpeza de superfícies, mas também muito utilizado em uso doméstico para a desinfecção de alimentos. Quando está em altas concentrações, só pode ser comercializado e manipulado por empresas especializadas.
  • álcool 70%: um grande aliado da população durante a pandemia, o álcool 70% é um velho conhecido das empresas de desinfecção de ambientes pelo seu alto grau de eficiência em limpeza.

Além de todos os produtos, é de extrema importância que os colaboradores que realizam o processo de desinfecção de ambientes estejam devidamente equipados com macacões, luvas e máscaras.

Conclusão

Com a devida precaução, é possível manter o alto nível de segurança nos mais diversos ambientes. Ter o auxílio de uma empresa especializada no processo de desinfecção de superfícies é um importante passo para alcançar esse objetivo.

Esperamos que nossas dicas tenham sanado suas dúvidas e, em todas as ocasiões, a Exprhess está à disposição para atendê-lo. Entre em contato.

Deixe seu Comentário





Role para cima